Wednesday, August 18, 2010

#2 Marrocos - Day 1

No dia 24 de Julho, eu a são colocamos-nos ao caminho para ir apanhar o avião as 10h da manha de dia 25 em Sevilha com destino a Fez.

Chegados da Fez, com uma hora de atraso, o Ismail já esteva à nossa espera como combinado. A primeira coisa que ele disse foi: " Desculpem o tempo, está um pouco frescote". O carro marcava já 36 ºC, com o Ismail a esfregar as mãos nos braços...

A nossa primeira paragem era a Medina de Fez, mas como o voo tinha atrasado, já não nos deu para nos embrenharmos na Medina, ficando apenas com uma visita à frente do palácio real, a uma fabrica de azulejos, onde são pintados à mão e ao monte dos Túmulos Merinidas, do qual podemos ter uma vista panorâmica de uma parte da Medina...

De seguida, partimos direito ao nosso destino. O nosso ponto de paragem seguinte foi Ifrane, conhecida como Suiça marroquina, pelo aspecto ( penso eu) a que se assemelha a uma cidade europeia. Aqui foi a nossa primeira paragem para almoço, e o primeiro teste a comidinha marroquina...


Teste passado com sucesso. Depois de uma salada mista composta por arroz, milho, azeitonas, pimento, tomate, etc, veio o que realmente pedimos. Brochetes para mim, ou seja espetadas de peru e frango com limão para a São. E que maravilha... E o preço??? 9€ por pessoa...

O nosso ponto de paragem seguinte seria a Floresta dos Cedros, em Azrou. Aqui tivemos contacto com os macacos. Dei-lhe os resto de uma pêra que tinha comido no caminho ( pera da plantação do Sr. Carlos Santos), e o macaco comeu tudo e andou... FDP.


Passamos por várias cidades na nossa viagem com vistas desoladoras:


Mas também por outros pontos com vistas magnificas:


Começamos a entrar no deserto propriamente dito, por onde olhasse-mos só víamos era montanhas e uma vasta planície de areia/terra alaranjada onde pouca vegetação se via... De repente o Ismail dispara: "Vês alguma coisa?", "Não" respondo eu... Ele sai do alcatrão, anda 50m por terra de repente deparo-me com esta vista:


Isto é o Vale do Ziz (panorâmica no post anterior). Metemos-nos dentro do carro e mais a frente paramos no local indicado para apreciar esta beleza...


Do meio da conversa o Ismail saiu-se com esta:
"A minha irmã mora ai no meio."
- "Ai mora? Porque é que não lhe vais dar um beijo?", respondo eu.
- "Ah, vocês é que são os clientes, eu tenho que andar com vocês e não vocês comigo!"
- "Ismail, se estás aqui perto, vai la visita-la. Não vamos perder muito tempo com isso, e mais km menos km."
De repende, demos por nós a atravessar o vale, e ir ter com a irmã dele. Já estava escuro e não deu para tirar fotos dentro do vale.

Aqui bebemos prai o nosso 3º chá do dia. A São teve direito a servir o chá.

Era tempo de nos metermos ao caminho. Vamos muito bem numa estrada de alcatrão, e de repente ele diz: "Olhem, aqui acaba-se a estrada de alcatrão, temos que ir agora aqui pelo meio do deserto." Esta-se bem, pensei eu, devem ser só prai uns 3km. Ao fim de 15m ja eu pensava: "Bem para onde este gaijo me leva... tou feito com isto!!". Apenas se viam umas luzes ao nosso lado, mas distantes, e ele só dizia "É ja ali a frente". E eu que não via um cu, só areia...

De repente, ele estanciona o jeep, e diz " Já chegamos.". Estávamos no nosso alberge, Ali El Cojo, em Merzouga à entrada das dunas de Erg Chebbi

Demos entrada, fomos ao quarto largar as malas e fomos jantar. De entrada foi de novo saladinha e depois o resto já não me lembro, mas penso que seja frango feito no tagino:

No fim do pessoal que estava la todo ter jantando, as proprias pessoas do albergue foram buscar instrumentos ( djambés etc) e começar a meter uma batida para a malta, ao qual o Ismail se juntou...

Este é o mapa da viagem realizada por nós neste dia. Ampliar para ver o trajecto. Percorremos perto de 480 km, até chegarmos ao nosso destino.



Continua aqui: Day 2

6 comments:

Joca said...

Belas fotos que aqui tens! Não sei se fazia uma viagem destas mas parece muito interessante e diferente!

Fico a aguardar pelo resto...

"Brochetes para mim"!!!! Lindo!

cadu1981 said...

Claro que fazias uma viagem destas.
Esta viagem melhor planeada, com os locais a visitar, um dia nas dunas de moto4 ou buggy era uma maravilha...

VITOR said...

eh pá desculpa lá...
mas tu pediste BROCHETES, num país muçulmano e assim sem mais nada trataram do assunto...

tás a dar tanga né?
ehehehehehe

e a São não se chateou?

Joca said...

Mas achas que foi mal planeada?!

Se calhar num grupo até ía... agora só 2 acho um pouco arriscado.

cadu1981 said...

Vitor, acho que na alemanha é pior..

Brotchen...

cadu1981 said...

João, não é o caso de ser mal planeado. É o caso de pessoal agora me ter falado de coisas, de eu la ter visto outras, etc.

Exemplo? Queria ter atravessado as dunas mais cedo. Nem que fosse pela hora do calor. Ser apanhado na tempestade deveria ser Magnifico. Porque não tb um passeio de moto4 ou buggy pelas dunas. Tinha a hipotese de ter feito isso, bastava ter programado...

Num grupo de 4 é sempre melhor, mas o guia falava portugues. Num grupo de 6 ou 8 ou 10 deve ser o maximo, mas nem todos "suportam" o que passamos. Andar 500km num dia, dormir no meio do deserto. Comer sabe-se lá feito por quem...

Mas se quiseres alinho de novo daqui a 2 ou 3 anos. Programa-se com eles de modo diferente a viagem... a gente só tem que pagar, eles fazem...